Nota Sobre a Baixa Taxa de Reprodução do Ceará

Nos últimos dias, o estado do Ceará vem chamando atenção devido ao baixo número de reprodução, apresentando valores inferiores à 1 e chegando na casa dos 0,66, nas estimativas mais atuais. O primeiro gráfico abaixo, mostra o número de casos acumulados no Ceará junto com a previsão realizada no dia 16 de maio. É possível observar uma grande quebra estrutural na série após o dia 22, onde a inclinação da curva muda consideravelmente. O mesmo não acontece para mortes (segundo gráfico). Este tipo de comportamento de quebra no número de casos acumulados não é comum (apesar do lockdown). No dia 22, o Ceará registrou 3100 novos caso, enquanto nos dias seguintes o maior número observado foi de 836 no dia 26, chegando a apenas 254 novos casos no dia 27. É comum registros de novos casos terem atraso em muitos estados, fazendo com que alguns dias tenham números muito elevados e outros números muito baixos. Este tipo de problema afeta pouco as estimativas quando olhamos para o Brasil ou para agregações maiores como a de IDHM. Entretanto, o mesmo não é verdade quando olhamos para estados individualmente. Assim, recomendamos muita cautela quando um estado apresentar números muito altos ou muito baixos na taxa de reprodução. É importante ver se a tendência se mantêm por uma ou duas semanas.