Nowcasting Semana 1 de Fevereiro – Análise

Nowcasting Covid-19 Analytics

O Nowcasting do grupo Covid-19 Analytics possui uma abordagem estatística que considera 14 classes diferentes de modelos (lineares, não-lineares, paramétricos, não-paramétricos, parâmetros variando no tempo, estáticos, dinâmicos fatoriais, etc.) que tratam as diferentes caracteristicas tanto do fenômeno pandêmico quanto de seu processo de notificação de óbitos e casos. Esses modelos são utilizados para capturar o processo de revisão do número de óbitos e casos, bem como a relação desses números com um amplo conjunto de co-variáveis (Google Trends, Google Mobile, Consumo de Energia Elétrica, temperatura, etc), que considerando suas dinâmicas temporais, faz com que esse conjunto de co-variáveis cresça para um total acima de 180 co-variáveis. Para cada classe de modelo elaboramos as previsões de 30 passos a frente (dados diários), retroagindo até a data mais recente de dados disponíveis (Definição de Nowcasting, previsão do estado atual da pandemia). O peso de cada classe de modelo na previsão final é construída em uma lógica utilizada no algoritmo de LogitBoosting, ou seja, consideramos a performance preditiva do MAPE observado no mês imediatamente anterior, onde já observamos os dados saturados (dados que já não sofrem revisões). Essa metodologia foi submetida a 4 diferentes backtestings com resultados de boa perfomance mesmo na presença de quebras estruturais. O MAPE médio dos modelos foi de 6,5% para o Nowcasting de número de óbitos e de 7,5% para o Nowcasting de número de casos.


Análise

Segundo os resultados de nowcasting para o Brasil o número de óbitos por dia se mantém entre 800 a 1000. Já o número de casos apresenta uma tendência de alta. Com isso, a taxa de reprodução sobre nowcasting se mantém próxima de 1 desde a segunda semana de janeiro, com uma leve tendência de alta.
Os resultados do nowcasting sobre os dados de SP apontam para uma estabilidade no número de mortes no curto prazo, oscilando entre 200 e 350 mortes por dia, porém uma tendência de aumento no número de casos, resultando em uma taxa de reprodução muito semelhante à do país como um todo.
Já os resultados do nowcasting sobre os dados de RJ confirmam a tendência de queda no número de mortes e casos, mantendo a taxa de reprodução abaixo de 1.

Muito embora tenhamos verificado elevações isoladamente no número de casos e de óbitos em janeiro de 2021, esses movimentos pandêmicos não se configuram em uma segunda onda, haja vista que a taxa de reprodução, nesses períodos, apresentou valores ligeiramente superiores a 1. No início de fevereiro, já observamos um arrefecimento da taxa de reprodução, voltando novamente a patamares próximos de 1, o que novamente aponta para estabilidade do processo pandêmico.


Brasil

Nowcasting do número de óbitos para Brasil

Nowcasting do número de casos para Brasil

Taxas de Reprodução para o Brasil considerando os valores de Nowcasting


São Paulo

Nowcasting do número de óbitos para São Paulo

Nowcasting do número de casos para São Paulo

Taxas de Reprodução para São Paulo considerando os valores de Nowcasting

 


Rio de Janeiro

Nowcasting do número de óbitos para Rio de Janeiro

Nowcasting do número de casos para Rio de Janeiro

Taxas de Reprodução para Rio de Janeiro considerando os valores de Nowcasting