O Cenário em 10 de Junho

O Cenário Atual

A previsão mais atual, realizada no dia 10 de junho, mostra um crescimento ainda acelerado para novos casos, entretanto, estamos hoje em um cenário de aceleração mais baixa do que vínhamos observando. O valor mais recente é de 802 mil casos confirmados, e a previsão é de que no dia 24 de junho este número chegue à 1,277 milhões de casos. O número efetivo de reprodução para o Brasil está em 1,25 e mostra tendência de estabilização.

No caso das mortes, desde o dia 5 de junho, a taxa de mortalidade caiu de valores próximos à 5,5% para 5,1%, com previsão de que chegue à 4,3% até o dia 24 de junho. A curva de mortes acumuladas vem perdendo força e mantém a característica de crescimento linear que mencionamos no dia 5 de junho.

No que diz respeito aos estados, apenas Amazonas e Pernambuco apresentam uma taxa de reprodução menor do que 1 (AM com 0.86 e PE com 0.92). Seis estados apresentam valores maiores do que 1,5 (Roraima, Rondônia, Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal e Espírito Santo). Nestes estados, a taxa média de crescimento prevista para novos casos (mortes) nas próximas duas semanas é de 4,60% (2,58%) ao dia, contra 1,63% (1,09%) em AM e PE e 3,76% (2,70%) nos demais estados, onde o número de reprodução está abaixo de 1,5, mas acima de 1.